Já estou com saudades...

quarta-feira, agosto 03, 2011 Unknown 21 Comments

 O objetivo dessas minhas férias, foi curtir o quanto eu podia meu pimpolho e posso dizer que o objetivo foi totalmente alcançado.

 Foi delicioso ficar em casa com ele, acordar ao meio dia, passear pelo shopping a tarde.


Estávamos precisando muito desse tempo juntos, me diverti horrores e ainda consegui desopilar dos problemas da vida.



Nandinho está com problema de sobrepeso, ele é muito ansioso e isso o faz estar sempre com fome (e como come esse menino), mas esses poucos dias que fiquei com ele em casa, a ansiedade dele já passou e ele estava se alimentando super bem, sem exageros, pensava menos em comida e mais em brincar, começou nas aulas de karate e até perdeu peso.

 

 Essa semana já retornei ao trabalho, com uma dor no coração imensa, sinto muita saudade do meu bebê e queria muito poder me dedicar mais a ele.


Ele ficou super triste quando disse que as férias tinham acabado, ficou pedindo pra eu parar de trabalhar, Nandinho tem um poder de manipulação terrível, usa frases que partem meu coração, do tipo: "Você tem que dar mais importância pra seu filho, que para seu trabalho" ou "Eu sou uma criança triste, pois sou muito solitário", enfim... Não é fácil ouvir e ter que conviver com isso, justamente por que eu passei pelo mesmo problema que ele passa hoje.


As vezes fico com aquela impressão que estou fazendo tudo pela metade, nem estou sendo uma boa mãe, nem estou sendo uma boa funcionária...


Quando ele está comigo, até fazer faxina na loja fica mais divertido...


Queria pedir ajuda às mamães leitoras do blog de plantão que também sofrem com esse dilema, como vocês fazem pra que essa situação funcione de uma maneira menos dolorosa?


21 comentários:

  1. Olha Carlinha, eu trabalho das 08:00 às 18:00 no escritório, saio daqui e vou direto buscar meu pimpolho na casa da minha mãe e ficamos o restinho da noite juntos...aos Sábados e Domingos sempre coloco ele em 1º lugar, aonde vou ele vai comigo...tive que abrir mão de muuuitas coisas que eu gostava de fazer depois do trabalho para poder passar mais tempo com ele. Tipo..academia, cinema, caminhada!
    Tenta dar um tempo nas suas atividades!
    Bjos

    ResponderExcluir
  2. Nossa linda só de ler fico emocionada, ainda não sou mae, mas quando eu for acho que vou ficar com o ♥ na mão.. beijos no ♥ seu filhote é lindo

    ResponderExcluir
  3. Eu passo por isso todos os dias!!
    Ana fala coisas que ma fazem chorar!!!
    Hj mesmo disse, VOU SENTIR TANTO A SUA FALTA, e eu para amenizar falei "Mas filha vc precisa estudar, fazer oq?"E ela "Maeeeeeeeee nao disfarça eu estudo meio periodo e vc trabalha periodo inteiro"....
    Toda mae passa por isso Carlinha, eu queria tanto estar com ela mais tempo...mas oque eu posso fazer ? Parar de trabalhar e ter uma vida bem 'meia boca financeiramente' e ate pessoalmente pq sem grana vamos ficando triste, sem ter oque fazer e a qualidade vai baixando no convivio com eles.
    Queria mesmo trablahar meio periodo isso sim...seria ideal...
    Enfim, tento compensar qd estamos juntos e TODO DIA FALO QUE A AMO E MOSTRO, faço de um tudo por ela, mas me sinto CULPADA dia sim outro tb..INEVITAVEL.

    ResponderExcluir
  4. Eu tb não sei Carlinha... Tb sinto a mesmissima coisa... Um dilema eterno, viu ?? Quando vc tiver alguma resposta, me conta, viu ?
    Beijocas

    ResponderExcluir
  5. ihhh menina o meu ja ta com 15 anos e ainda tenho que ouvir ele reclamar que eu fico pouco com ele pode isso?rsss , mas relaxa a gente faz o que pode mesmo, bjs/lea

    ResponderExcluir
  6. Seu filho é lindo e vc tbm. Amo seu blog, bjs!!!!

    www.mundodanata.blogspot.com

    ResponderExcluir
  7. Filhosss que fofos minhas gatinhas vem comigo pra loja e de tarde vao para a escola....de noite a gente sempre esta cansada mas o melhor remedio eh ver um :a das minhas filhas da um animo danado....amor de filho eh melhor coisa do mundoooooooo

    ResponderExcluir
  8. que fofo..
    espero que ele consiga perder peso..
    acredito que seja dificil pras crianças mesmo!
    =/
    mil beijinhos
    kammy

    ResponderExcluir
  9. Carlinha, eu também sentia a mesma culpa, por muitos anos sentí.
    Eles também me cobravam muito isso, esse tempo.
    Mas posso te dizer que isso passa, hoje eu trabalho meio periodo, meus filhos estão com 23 e 16 anos.
    O de 23 anos nem mora mais comigo, está fazendo faculdade fora, e eu converso com eles hoje e pergunto da cobrança deles quando pequenos e eles nem se lembram mais dessa fase.
    A gente que fica com saudades deles pequenos, mas eles querem mais é crescer.
    Graças a Deus são ótimos filhos, não posso reclamar.
    Não sei se te ajudei, mas é o que eu já viví.

    Beijossss

    ResponderExcluir
  10. Nossa Carla... isso é ruim mesmo... qdo eu era pequena minha mae sempre trabalhando tbm... sentia mta falta dela e falava isso mesmo pra ela...num certo ponto... hj eu vejo que tudo o que ela fe... de ir trabalhar e tal... era por mim... pra eu ser oq eu sou hj... sabe...+ qo eu lembro... sinto um apertinho tbm... nas reuniões da escola... era sempre outra pessoa q ia...as vezes ela ia... ficava em casa na maioria das vezes com a minha vó...

    + em relação a anciedade dele Carla...acredito que agora ele fazendo o judô ele gaste energia e assim controla a anciedade dele tadinho... ou o que você pode fazer... é procurar um terapeuta homeopático... e pedir um floral pra ele... o que ajuda mto... já useii floral pra insegurança uma época... e ajudava bemm!!

    Beijos Carla!

    Segue tbm:

    isacarlota.blogspot.com
    @isahbarboza

    ResponderExcluir
  11. Ah, amiga... Mas, pela metade, nao, nós somos divididas em bem mais... Infeliz e felizmente a mulher tem hoje o lugar que sempre batalhou no mundo do trabalho, mas não deixou suas atividades do lar, então só acumulamos... E os filhos então, que sempre ou deveriam ser prioridade, muitas vezes, ficam em segundo ou em terceiro plano...
    Comigo é assim, como sou separada do pai do Dan e compartilhamos a guarda, eu nao tenho meu filho todo os dias comigo, e sinto falta sim, mas tbm sei que há diferença entre quantidade e qualidade de tempo, nao adianta nada passar o dia ao lado do filho, sem dar atenção, brincar com ele, dar carinho, beijinhos sem ter fim... Não é mesmo? Portanto, tente sim ser uma boa profissional, mas aproveite os momentos, nem que sejam poucos, com o filhote, isso sim deixarão, vcs dois, com ótimas memórias e claro, ele saberá que quando vc tá com ele, é pra valer! Tou dizendo isso, mas sei que nao é fácil, mas eu particularmente tento... Mesmo!
    Minha mãe me teve aos 36 anos, trabalhava 3 expedientes durante um bom tempo de nossas vidas, mas sinceramente? Amo e compreendo sua ausência, ela pôde nos dar o que tivemos, e Graças a Deus, já faz quase 20 anos de aposentada, daí a tenho hoje e convivo o dia inteirinho com ela, e ela ainda me ajuda com relação aos meus tbm, aliás.. ajuda até mais do que eu permito..rs (ela tá tentando fazer com ele o que nao fez concosco! rs)
    (uau, que 'textão' que fiz! rsrs)
    Bjs!!!

    ResponderExcluir
  12. carlinha, eu nao sou mãe, mas sinto muito a falta da minha mae que trabalha em hospital e da plantoes em cima de plantoes sabe?
    quando chego do trabalho ela ja tem saido, quando saio ela ainda ta pra chegar...
    vejo minha mae apenas 2 vezes ou 3 na semana, isso pq moramos na mesma casa :/
    mas tbm entendo que ela trabalha feito condenada pra nos dar do bom e do melhor, nunca vejo ela comprando nada pra ela, sempre pensa primeiro na gente...
    mas acho que finais de semana são sagrados com a familia, eu faço de tudo pra ver todo mundo haha õ/
    no final de semana gosto de desopilar, ou fico em casa assistindo filmee ou saio pra ver o povo...
    e o nandinho deve ter se divertido a bessa nas suas férias hein? acho que é isso que ele quer que você faça, deixe o emprego pra viver fe férias eternamente ao lado dele ^^ rsrs

    mas é de partir o coração mesmo essas frases :)

    se minha cunhada me desse meu sobrinho pra mim, eu deixaria o emprego pra cuidar dele e minha mae e meu pai entrariam com a parte financeira rsrs (sonhadora kkkk)

    ResponderExcluir
  13. Todas nós passamos por isso, por mais que nos disponibilizamos, sempre nos cobramos. Mas temos que ter em mente que somos uma apenas, e já ensiná-los a lhe dar com isso. Tire os grilhos da sua cabeça, você é uma super mãe.
    beijos.
    lilian

    ResponderExcluir
  14. Carlinha,

    nao sou mãe e por esse motivo nao posso te ajudar.
    Mas te digo uma coisa:
    - Nao se mortifique porque as ferias acabaram.
    Pense que voce teve "tempo" para ele.
    Que o Nandinho aprenda a valorizar desde ja que é do seu trabalho que que vem o sustento dele.
    Sou a mais velha de 5 filhos e minha mae trabalhava fora 1/2 período, eu e meus irmãos aprendemos desde cedo que ferias existem duas vezes no ano (Julho e Janeiro).
    Ueba!!!!!
    Beijos

    ResponderExcluir
  15. Amiga, esse processo é sempre doloroso!Trabalho em duas escolas, saio as 6 e 30 e só volto as 17 e 30 qdo não tenho reunião, minha filha tem 6 anos e meu filho 11, ela tem babá e estuda em escola particular onde o tratamento é excelente, j´[a meu filho já não sente mais tanto minha ausencia, nas minhas férias agora em julho precisei viajar sozinha e tive que voltar ás pressas pq minha filha estava inconsolável, não ocmeu um dia td e só chorou, agora q voltei a trabalhar ela diz essas mesmas frase e outras ainda que me fazem me sentir péssima!!!!!pedi a escola que marcasse psicóloga pra nós duas pq ela nem dorme mais na cama dela, alega saudade e diz qq saudade dói muito, chora demais e isso me deixa triste, querendo largar td, mas sei que do meu trabalho depende o conforto e o futuro deles, amanhã conto como foi na psicóloga e força amiga, nós mães infelizmente passamos por isso!

    ResponderExcluir
  16. não sabia nem que voce tinha filho, ainda mais desse tamanho!!! =O

    Mas é assim mesmo, é o preço que as mulheres modernas pagam para ter uma boa profissão..é alto, eu acho..mas infelizmente não existe outra opção se quisermos ser boas profissionais...

    www.ajoaninhadeverniz.com

    ResponderExcluir
  17. oie linda =) seu filho é muito fofo, to seguindo seu blog, se puder dar uma forcinha no meu, beijos

    www.girlscosmetic.blogspot.com

    ResponderExcluir
  18. ai, deve ser difícil mesmo. nem imagino como lidar. mas ele está uma gracinha, cada vez mais comprido!!!!

    ResponderExcluir
  19. Oi Carla, esse é um problema que nos entristece muito né... tbm trabalho fora, meu filho fica na escola de manha e a tarde com a babá, tento fica o máximo possível com ele, mas não deixo de fazer minhas coisas, pq senão eu piro, sempre que posso separo um tempinho só pra mim, e sempre deixo claro p Pedrinho que ele é o mais importante na minha vida, mas que preciso cumprir com minhas obrigações e preciso de um tempo pra mim também, por mais que eu me sinta culpada de não poder ficar mais com ele, não demonstro isso, no lugar de lamentações eu coloco amor, assim ele não abusa pra fazer joguinho sentimental rsrrsrs.

    BJus e boa sorte com seu filho

    ResponderExcluir
  20. Nossa, menina, deve ser difícil. Eu tenho um filho de 8 meses. Mas parei de trabalhar p/ me dedicar a ele. Pois com a graça de Deus, meu marido pode me dar a esse "luxo".
    Mas em compensação, não posso ajudar financeiramente em casa, o que me faz me sentir culpada tb. Mas, não me arrependo da minha decisão, sabe? Afinal, ele é mto pequenininho, não tenho família perto, e onde moro, o salário p/ professores (minha profissão) são baixíssimos, então nem compensa.
    Mas, não se sinta assim, pois com certeza é uma ótima mãe!
    Abraços e boa semana!

    ResponderExcluir
  21. Q triste... o meu tem seis meses...e ainda por cima tá gripado...mas não tenho como faltar o trabalho pq sou médica...queria tanto ficar com ele...

    ResponderExcluir