As Tartarugas Ninja

quinta-feira, agosto 21, 2014 Unknown 4 Comments

Ontem finalmente fui assistir As Tartarugas Ninja, como vocês já sabem tudo que é filme que resgata sucessos dos anos 80/90 eu simplesmente amo! Adaptações e melhorias que podem ser dadas com os efeitos especiais que temos hoje ao nosso alcance me fazem vibrar.


Mas como nem tudo são flores, na minha humilde opinião, algumas coisas nada me agradaram no filme.

Primeiro e mais chocante foi o visual, tudo bem querer colocá-las um pouco mais encorpadas e com aparência um tantinho mais forte, mas essa versão anabolizada, inclusive com veias saltando, não ornou muito com a ideia das tartarugas serem ninjas adolescentes, primeiramente que ninjas não precisam ter músculos e sim técnica e segundo não é nada saudável adolescentes serem tão fortes.

Vejam na foto abaixo como elas eram na minha época e comparem com a foto acima:

Um tanto quanto exagerado não é? Pois bem, mais até aí, tudo bem, isso poderia ter passado batido.

Outra coisa que me incomodou durante todo filme foi a escolha da atriz, a presença de Megan Fox em 99% das cenas do filme, me fez ficar esperando Optimus Prime aparecer a qualquer momento e apesar de achar que no filme Transformers casa direitinho a sensualidade ao extremo da atriz, no filme Tartarugas Ninja isso ficou bem estranho e fora de contexto.

E a história do Mestre Splinter gente? O que foi aquilo? De tudo que me chateou no filme, este foi o pior, já existiam duas versões (muitos boas, diga-se de passagem) sobre a história do mestre, não entendi o porquê de fazer este desastre no filme!

Nas histórias originais, nos filmes e o desenho de 2003, Splinter era o rato de estimação do ninja Hamato Yoshi, que o trouxera com ele para Nova York. Após Yoshi ser assassinado pelo rival Oroku Saki, Splinter fora para os esgotos, e um dia viu quatro tartarugas caírem, banhadas por uma substância estranha. Foi resgatá-las, sendo também exposto ao líquido. Assim como as tartarugas, Splinter fora mutado para uma forma antropomórfica, e resolveu ensiná-las para vingar a morte de Yoshi. 

No desenho de 1987, Splinter é Hamato Yoshi, que fugiu para a América após ser incriminado por Oroku Saki. Em Nova York, escondeu-se nos esgotos, onde encontrou as tartarugas. Um dia, tentando matar Yoshi, Saki (já como o Destruidor) jogou o líquido mutagênico nos esgotos. As tartarugas mutaram-se em forma humana, enquanto Yoshi tornou-se um rato. 

Em ambas as histórias acima vocês perceberam que Splinter já tinha um contato com artes marciais não é?

Pois no filme atual, Mestre Splinter era apenas um rato de laboratório, que assim como as tartarugas foi exposto ao líquido que os mutou, devido a um incêndio eles foram salvos por uma menininha que os jogou no esgoto e lá, o rato achou um livro de samurais e aprendeu a ser um super, mega, blaster mestre e ainda ensinou a arte para as tartarugas... Meu povo... Melhore!!! Assim não dá né???

Mas assim gente, sem querer desaminar totalmente os fãs assim como eu, admito que dei boas risadas no filme, tem muitas partes legais, bastante coisa fiel a boa e velha história que conhecemos e algumas das adaptações ficaram realmente boas, então no frigir dos ovos, acho que vale a pena sim ir ao cinema assistir.

4 comentários:

  1. Olá Carla
    Vc acha dá para uma criança de 5 anos assistir ?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Da sim, apensar da censura ser 12 anos, levei o Nandinho (que tem 9 anos) e foi de boa, acho que não tem nada demais pra uma criança de 5 anos, pode levar sem medo.

      Excluir
  2. Nossa eu adorava assistir os desenhos deles, mas hoje é muito dificil essas adaptações me chamarem atenção..rsrs
    vejo meus irmãos aqui se acabando com algumas adaptações..rsrs quem sabe um dia me animo em ver..

    ResponderExcluir