Dragão Fashion Brasil 2015- Último dia (parte 01)

quinta-feira, maio 14, 2015 Unknown 2 Comments


Tive que separar o último dia de evento em dois posts pra não ficar longo demais, vou começar falando o polêmico desfile de Riccardo San Martin, que diga-se de passagem, eu amei!



Há seis anos envolvido com a produção de massa, o estilista do Rio Grande do Norte resolveu voltar à focar no seu trabalho autoral. Na passarela, peças que remetiam ao religioso e cartela de cores que passeou por tons de preto, rosa, amarelo e vermelho. A ideia foi voltar no tempo e apresentar lembranças de sua trajetória.



“Todas as minhas coleções, não só nos trabalhos de moda, mas também no cinema e nas artes plásticas, tratam da minha história. Pego pedaços de vivência. Sou de família judaica e cresci em um mosteiro católico dos cinco ao 16 anos e eu nunca tinha feito nada que contasse um pouco sobre isso. Achei que esse era o momento”.




"Sacrilégio" na passarela de Riccardo San Martini


    No fashion show de Riccardo San Martini não pode faltar dramaticidade, religião e artesanato. Para a edição 2015 do DFB, o intrépido estilista de Natal junta estes três elementos poderosos, chacoalha à sua maneira - e conforme suas memórias afetivas -, para em seguida montar as bases de sua coleção ‘’S.A.C.R.I.L.É.G.I.O’’.  
    Música gregoriana compõe a atmosfera profana e sagrada, e abre espaço para Riccardo desfilar uma transparência reveladora, capas encapuzadas fetichistas e sacerdotais, crucifixos estilizados com modelagem bodycon e imagens sacras estampadas em tops, camisas e vestidos. Provocação pura: cropped sleeves para homens! A ideia de work in progress, que já é pura desconstrução, foi uma carta na manga para tirar do óbvio o acabamento das roupas.
    Outros trunfos que o estilista fez questão de mostrar em sua coleção foram o artesanal couture, - impressionantes 33 tipologias -, e a reciclagem de materiais sintéticos (garrafa pet) através da melhoria das fibras de linho e algodão por processos bioquímicos desenvolvidos pelo próprio San Martin, que tem formação química. O crepe com elastano tem aspecto antigo (espatulado), e a cartela de cores sombria é acessa por nuances de vermelhos e laranjas.
    No final das contas, culpa cristã não tem espaço para a moda nada efêmera e autoral de Riccardo.





E fechando o evento com chave de ouro, tivemos Riachuelo.

Confesso que mesmo diante de tantos estilistas maravilhosos, meu coração sempre bate mais forte com os desfiles da Riachuelo.


Ver na passarela uma coisa que você pode ir na loja e comprar sem dificuldades, torna esse desfile o meu favorito de todos.


A Riachuelo, como patrocinadora oficial, apresentou suas coleções Folk Story e Sport Urban na passarela da 16º edição do Dragão Fashion Brasil, em Fortaleza, no Ceará, a cobertura especial do desfile ficou por conta da blogueira Camila Coutinho, do blog Garotas Estúpidas.               
Peças com franjas e quimonos são o destaque na passarela da fast fashion, inspirada nos anos 70, elas aparecem combinadas à calças flare e pantalonas. Na cartela de cores, o preto e o branco prevalecem. Acessórios com detalhes em camurça e diversos modelos de botas completam os looks.

Já a tendência “Sport Urban” traz estampas geométricas e a atmosfera urbana em preto, branco e azul kelin  com pitadas de amarelo e laranja que quebram a monotonia e dão charme em elementos simples. A malha mesh e o neoprene aparecem em vestidos e peças full print que adicionam um toque moderno e vibrante as combinações.


 Na área de moda masculina, o homem ganha shapes slim, do casual à alfaiataria, com peças confortáveis que dão versatilidade aos looks. Jaquetas bomber e tricôs com motivos étnicos, bermudas e calças coloridas compõem o closet do homem nessa estação. 
Na passarela, o styling é de Rafaela Carmona, com produção de moda por Camila Carmona e Antônio Farias e beleza a cargo de Carla Carrasco

Além do desfile, durante o evento, a Riachuelo também teve um lounge de cerca de mil metros quadrados, onde o público pôde descansar e também carregar seus celulares em máquinas especiais. A marca também teve um sistema especial de transporte entre o Shopping Rio Mar e o Dragão Fashion.


Mais fotos e informações?

2 comentários: