A culpa de mães que trabalham fora

quarta-feira, outubro 21, 2015 Unknown 4 Comments





Algumas semanas atras, passei por uma situaçãozinha chata, que me comoveu bastante e foi tudo registrado no snapchat.

Recebi tantos comentários fofos vindo de todos os lugares, que achei importante abordar esse assunto num post, já que no snap tudo se apaga.

Tive que trazer Nandinho para o escritório, por não ter ninguém em casa para ficar com ele neste dia em específico e me surpreendi com a felicidade dele, por passar a manhã num escritório aparentemente super chato e sem atrativos pra uma criança.

A frase- "Hoje foi o melhor dia da minha vida"- dita por ele, apunhalou meu peito e fez do meu coração picadinhos, me enchendo de culpa por trabalhar tanto e ficar tão pouco com meu filho.

Me vi passando pelo mesmo conflito da época que acabou a minha licença maternidade, o desespero de ter que "abandonar" meu filho que ainda mamava, o deixando nas mão de uma estranha...

Acho que toda mãe que trabalha fora já passou ou vai passar por esse tipo de situação e é pra essas mamães guerreiras que eu escrevo hoje para repassar todos os conselhos que recebi neste dia que gravei esses vídeos.

Se o pouco tempo que passamos com eles for realmente de qualidade, a quantidade não será tão importante.

Assim que a maturidade chegar, eles vão compreender e te amar ainda mais, por ter sacrificado o tempo tão precioso em prol de um futuro melhor.

Nossos pimpolhos se tornam mais independentes com nossa ausência, lembro-me como se fosse hoje, na época que eu estava na faculdade, aproveitava meus finais de semana para dormir um pouco mais e Nandinho com menos de três anos, acordava cedo sozinho, ia na geladeira, pegava seu achocolatado, ligava a TV e ficava quietinho me esperando acordar.

Não vou ser hipócrita aqui e falar que mesmo se não houvesse necessidade eu teria continuado, pois estarei mentindo, se eu realmente não precisasse trabalhar, eu teria sido mãe em tempo integral sem ao menos titubear e com certeza estaria mais feliz hoje, passando mais tempo com meu filho e podendo me dedicar mais a minha família.

Mas num mundo real escolhas maduras precisam ser feitas, tenho fé que um dia meu filho vai me agradecer por toda hora extra que já fiz e vai me perdoar pelas reuniões, festinhas e apresentações escolares perdidas.

Pois afinal- "Os fins, justificam os meios" (Nicolau Maquiavel).






4 comentários:

  1. Pois taí... Me identificando nesse post!
    Sempre trabalhei desde 1 mês do Matheus, é não tive saco pra ficar em casa na minha licença maternidade, afinal fui mãe muito cedo e não tinha planejado ter um filho, e não tinha sentido ainda o que era ser mãe de verdade, só de 3 anos pra cá vim saber o que era realmente isso "MÃE".
    Matheus sempre fazia isso também, até hoje ele é bem independente, faz tudo só, mas ainda sim quer que eu faça de vez em quando, e faço sim!
    A felicidade de ouvir um EU TE AMO da boca de um filho é muito emocionante.
    Hoje eu cuido só dele em tempo integral, tendo em vista que isso vai mudar um pouco, mas agora ele sabe, que quando a mamãe tá no computador, é porque ela tá trabalhando. E ele super entende.
    Mas o tempinho dele, ele sempre vai ter.
    No final eles vão entender que tudo que fazemos é pro bem do futuro deles.
    Ufffaaaa, acabei!
    Bjus Carlinha.

    ResponderExcluir
  2. oi

    Realmente na vida tem que se fazer escolhas, e com toda certeza, vc faz o pouco tempo ter qualidade, e sim tenho certeza que é uma otima mãe.
    Agora vou lá ver o video.

    Beijos

    ResponderExcluir
  3. Eu tava com saudades de posts pessoais.
    Imagino como deve ser dificil deixar um filho em casa. Eu já sofro com animais, imagina um filho.
    Mas faz parte né. Ele vai entender e agradecer. Vc é uma mae maravilhosa.

    ResponderExcluir
  4. Eu admiro muito pessoas que trabalham e cuidam do filho em paralelo, e é a realidade da maioria agora, eu sendo bem sincera, não quero um trabalho diferente do que eu tenho atualmente porque não quero me ocupar mais, e diminuir meu tempo com filhos que quero ter futuramente, as coisas são tão complicadas né ? Já pensei em fazer algo pra vender, algo que eu pudesse ter um lucro e não precisasse sair de casa é difícil mas vai que dá né ?
    www.yarasousa.com

    ResponderExcluir