7 motivos para mulheres praticarem treinos de alta intensidade

quarta-feira, março 23, 2016 Unknown 0 Comments






Treinamento conhecido como HIIT ajuda a combater flacidez e celulite; conheça outros benefícios




A cada dia mais e mais mulheres descobrem o treinamento de alta intensidade, também chamado de HIIT (High IntensityInterval Training) e se tornam fãs.A modalidade é ideal para quem deseja entrar em forma de modo saudável e em menos tempo. Muitos acham que esse treino intenso é voltado apenas para homens. Esse mito, porém, não é verdadeiro.

O HIIT nada mais é do que um treinamento que se baseia na intensidade e não no volume de atividades. Envolve exercícios aeróbicos realizados em um curto período de tempo, em alta intensidade e intercalados por momentos de descanso. Isso não só estimula altas metas de treinamento, mas também “aquece o motor” para queimar as gorduras adequadamente.
O atleta Gabriel de Oliveira, representante do Freeletics no Brasil (www.freeletics.com), indica 7 motivos para mulheres praticarem a modalidade: 
Queima gordura- O treinamento de alta intensidade combinado com exercícios de resistência estimula o metabolismo e proporciona um efeito pós-queima elevado, que pode se estender durante horas, ou seja, você continua queimando calorias horas após o treino. Sem chance para as gordurinhas indesejadas.
Dá adeus à flacidez- Para muitas mulheres, o maior desejo é evitar a flacidez muscular. Com o HIIT, isso é possível porque o treinamento leva à redução de gordura corporal e ao fortalecimento da musculatura“Forma-se mais massa muscular, mas sem aumentar significativamente o volume dos músculos”, explica Gabriel. Para as mulheres, o treinamento não leva tão facilmente à hipertrofia, como pode ocorrer com homens. “Devido aos níveis mais baixos de testosterona, dificilmente a hipertrofia ocorre na proporção e na velocidade da musculatura masculina.”
Reduz a celulite- Devido ao nível mais baixo de testosterona, o tecido conjuntivo da maioria das mulheres é mais fraco que o dos homens. Isso se manifesta principalmente na indesejada celulite. Não representa risco para a saúde, mas muitas mulheres se sentem desconfortáveis com ela.
O esporte contribui para que a pele fique mais firme. Durante a atividade, a pele é "exercitada" junto e aumenta a circulação sanguínea. A testosterona é secretada durante treinos intensos e o colágeno, então, é transportado para as células da pele. Além disso, com treinamentos regulares o percentual de gordura corporal diminui e a impopular formação de "casca de laranja" é reduzida. 
Ajuda a postura e a mobilidade- No caso de treinos com o peso do próprio corpo, como nos programas do Freeletics, são exercitados simultaneamente não só músculos isolados, mas grandes grupos musculares e, consequentemente, movimentos completos. “Com isso, a pessoa se torna mais consciente em relação ao seu próprio corpo, com melhor postura e segurança nos movimentos, o que também traz benefícios para o dia a dia”, explica Gabriel.
Treina o espírito- Durante o treinamento de alta intensidade, nosso corpo libera endorfinas e diminui um pouco a atividade de algumas regiões do cérebro, o que age como um “reset” para o cérebro. É perfeito para relaxar e esquecer problemas diários. No curto e também no longo prazo, proporciona autoequilíbrio e desenvolvea capacidade de concentrar-se em si, semelhante à meditação. 
Fortalece as costas- Muitas mulheres sofrem com a musculatura lombar e pélvica relativamente fraca, o que provocadores lombares. Programas integrados de exercícios – como flexões, “burpees” e abdominais -  fortalecem as costas e garantem um abdômen forte.
Previne males da menopausa- Na menopausa, as mulheres ficam particularmente vulneráveis ao risco de desenvolver a osteoporose devido à diminuição do nível de estrogênio, que está diretamente relacionado à densidade e ao crescimento ósseo. “Uma musculatura fortalecida é a melhor opção para proteger os ossos desde já. Quem os treina continuamente, cria as melhores condições para o futuro”, acrescenta Gabriel.
Sobre o Freeletics- Criado na Alemanha em 2013, o programa de treinamento Freeletics já é praticado por mais de 7 milhões de pessoas em 160 países. No YouTube e nas redes sociais, é possível encontrar milhares de histórias de transformação dos chamados Atletas Livres, como os praticantes da modalidade são chamados.
Disponível para web e em aplicativos iOS e Android, o programa oferece mais de 1.000 variações de treino com o peso do próprio corpo, que promovem uma transformação do corpo e da mente do usuário. Há opção de treinos gratuitos, mas resultados mais rápidos são atingidos com um plano personalizado (Coach – personaltrainer digital) e também o Guia Nutricional, que dá dicas de alimentação saudável e balanceada para maximizar os resultados dos treinos. www.freeletics.com/pt

0 comentários: